10 dicas para comprar um carro usado e não ter surpresas desagradáveis

10 dicas para comprar um carro usado e não ter surpresas desagradáveis

10 dicas para comprar um carro usado e não ter surpresas desagradáveis

Nada mais desanimador do que comprar um veículo usado e perceber que se fez uma má escolha, não é mesmo? Um automóvel que já rodou bastante por aí requer alguns cuidados que nem sempre o proprietário se atenta e, na hora de vender, se o comprador não se preocupar, problemas tendem a aparecer. Mas nada de desespero, pois vamos te ajudar, ok?

Confira a seguir 10 dicas para adquirir um usado com segurança.

1 – Teste o carro: fazer o test drive é o mínimo que se pode fazer antes da decisão da compra. Isso porque ao rodar por alguns poucos quilômetros já é possível identificar pontos positivos e negativos do veículo (barulhos estranhos, suspensão, freios, motor etc).

2 – Escolha modelos que são bem aceitos no mercado: alguns tipos de veículos são muito complicados de vender, portanto, priorize os modelos que são mais populares ou possuem boa reputação, afinal, ninguém quer ficar com o mesmo carro pelo resto da vida, certo?

3 – Informe-se sobre as novidades que envolvem o modelo que te interessa: redes sociais, comunidades, revistas e especializados são boas fontes para saber como a montadora está encarando o futuro do veículo que você está à procura, seja por meio de atualizações, melhorias, novas versões ou até mesmo necessidade de recall de peças.

4 – Pesquisa de preço: hoje há uma série de ferramentas on-line de comparação de valores. Leve isso em conta na hora de comprar um veículo usado, mas lembre-se de que a prioridade nem sempre é o quanto custa, e sim em que condições está o carro. Equilíbrio é a palavra-chave.

5 – Atenção ao crédito: vale a dica também a este item, que não diz respeito necessariamente ao carro em si, mas a forma como você vai adquiri-lo. Se a opção for o financiamento, consulte as condições de pagamento e programe-se para pagar antes do prazo, assim os juros são menores e você não fica endividado por muito tempo. A regra aqui é se programar!

6 – Descubra o passado do veículo: saber quais foram os últimos donos, onde utilizaram o veículo e para quais fins ajuda na análise, principalmente se você identificar alguns reparos necessários. A forma como cada um utiliza o carro diz muito sobre seus pontos positivos e negativos

7 – Descubra se o veículo teve colisão grave: outro item importante é saber se o carro já foi avariado por conta de uma batida forte. Claro que é para isso que servem mecânicos e funileiros, mas sabemos que nem sempre um grande estrago pode ser 100% consertado. Fique de olho em todos os detalhes!
8 – Saiba identificar se o carro passou por uma enchente: tema complicado, mas altamente recomendado na hora da compra. Se você perceber que o carro possui portas, capôs e porta-malas desalinhados, irregularidade nos tons de pintura e mau odor, é bem provável que este carro já passou por uma grande reforma após encarar muita água (por dentro e por fora). Fique ligado!

9 – Solicite o manual: ter esse documento em mãos garante algumas informações, como por exemplo a confirmação de revisões. Se houve recall de peças, solicite a convocação e o documento emitido pela autorizada informando o reparo.

10 – Autenticidade do chassi e do motor: vistoria nele! Aproveite e já solicite a verificação dos equipamentos obrigatórios, como pneus, extintor e espelhos retrovisores, entre outros itens. O laudo tem validade de 30 dias é uma forma de se preservar dessas questões básicas, porém muito perigosas quando estão em desacordo com a lei.

Em tempo: aproveite para acessar o nosso Estoque virtual. Há sempre ofertas imperdíveis por lá, com qualidade de procedência e preços altamente competitivos!

Até a próxima!

Sobre nós